Terça-feira, 02 de Agosto de 2011

"Não existe grupos sem sua própria cultura. No momento em que pessoas se juntam começa a sedimentar um patrimônio exclusivo de idéias, costumes, experiências e procedimentos. Existe, independentemente da vontade do grupo, uma alma que é alimentada dia a dia" - trecho do livro Grupos Criativos.

Não há uma família igual a outra, e cada uma tem sua alma própria.

"A alma é a missão de um conjunto. Numa organização empresarial ela é o mérito da sobrevivência diante das agressões externas e molda a estratégia, estabelece os objetivos e estrutura os projetos". 

Pena que no arranjo familiar a alma do pequeno grupo nem sempre é cultivada e se perde a integração interna: "A linguagem, os limites, a natureza da autoridade, a identificação dos erros e as correções de curso são ignorados". Num caso assim o grupo familiar está sem alma ou está dominado por uma natureza má. É tão bom ver uma família com alma, porque elas existem, e inspiram outras, pois são positivas e criativas.   



publicado por joseadal às 23:22
Acontece que é na família que encontramos aqueles com quem devemos aprender a conviver. Parece mesmo que a alma da família é uma alma rebelde. Ela nos testa todos os dias. Temos que aprender a ter paciência e a exercer o amor. É o mais difícil dos relacionamentos e o mais importante de toda a nossa vida. Educar, por exemplo, é a arte mais difícil. Nossos filhos nos testam todo o tempo. Precisamos amansar esta alma familiar e aprender com nossa família o bem estar juntos. Sejamos felizes com nossas famílias!
vanice a 7 de Agosto de 2011 às 13:52

mais sobre mim
Agosto 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11

15
16
17
18
20

21
22
23
24
26
27

28
29
30
31


pesquisar neste blog
 
tags

todas as tags

blogs SAPO