Domingo, 11 de Setembro de 2011

Prego isto, insisto mesmo em ensinar uma coisa que faço, ler humanidades. Agora, encontrei alguém como eu, a professora Martha Nussbaum: "Amo a liberdade e acredito que retribuo esta alegria escrevendo a respeito". E o que ela acredita ser o melhor para a defesa da liberdade? "O estudo das humanidades estimula a imaginação e o pensamento crítico, gerando inovações e ambientes mais sadios".

Fico triste de ouvir um proflissional - seja dentista, médico, advogado - dizer que só tem tempo de ler (e mal) informações sobre sua área de trabalho.

"Treinar um jovem para ser técnico é bom, mas não é tudo, uma máquina pode fazer isto. No entretanto precisamos de pessoas que sejam capazes de pensar claramente, analisar problemas e imaginar algo novo".

Aí está. O conhecimento geral - exemplo, saber que apesar de nunca ter saído de sua cidade Emmanuel Kant conseguiu pensar o que é a Razão e como utiliza-la - liga muito mais neurônios e nos torna mais lperceptivos.

"Acredito que as habilidades desenvolvidas por estes conhecimentos são constitutivas da boa cidadania". 

Sim, porque sob a veste profissional existe o humano, o cidadão, o que interage com outros durante esta longa vida. E esta relação humana precisa ser bem variada para abranger todos os aspectos da existência. Para tal precisamos ser formados em Humanidades (ou Conhecimento Geral ou Ciências Naturais).        



publicado por joseadal às 13:46
Por isso é muito importante a "humanização" das profissões. Todos devem se lembrar, sempre, que nas relações profissionais, lidamos com outros seres humanos.
vanice a 12 de Setembro de 2011 às 00:21

mais sobre mim
Setembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

16

18
19
20
21
23
24

26
28
29
30


pesquisar neste blog
 
tags

todas as tags

blogs SAPO