Sábado, 01 de Outubro de 2011

"El estado actual de investigación sobre el tiempo está recogido en la teoría de la relatividad de Einstein. Veamos entonces algunas proposiciones de la misma: el espacio no es nada en sí mismo; no existe ningún espacio absoluto. Sólo existe a través de los cuerpos y de las energías contenidos en él". Uma exposição do filósofo Martin Heidegger.

É um mistério quase tão grande quanto a Trindade, a realidade de que o espírito encarnado em Jesus andando neste pequeno planeta, o espírito Santo sobrevoando sua cabeça sobre o mirrado rio Jordão e o Pai [Deus é espírito] no centro dos Universos são uma e a mesma pessoa. Não existe o espaço!! Na teoria do Big Bang tudo o que existe em nosso Universo de matéria estava, no início, contido em um ponto minúsculo, sem nenhuma medida: largura, altura e comprimento não existiam. Deu um nó na tua cabeça? Mas Heidegger não está a fim de pensar sobre o espaço absoluto, que afinal não existe. Neste seu ensaio ele quer pensar o tempo. 
"Coincidiendo con una antigua afirmación aristotélica, tampoco el tiempo es nada en sí. Sólo existe como consecuencia de los acontecimientos que tienen lugar en el mismo. No hay un tiempo absoluto, ni una simultaneidad absoluta".

Putz! Caramba! Também não existe o tempo! Ele só é percebido se há alguma ação.

Aí você diz: - Nunca ouvi ou li coisa tão besta!

Perdão, só se você não teve infância, te faltou uma mãe que contasse histórias, porque na historinha da Bela adormecida, quando ela é picada e adormece todo reino para, nada se mexe, ninguém envelhece, o tempo para, não existe, fica em suspense até aparecer o mauricinho do príncipe. Resultado, o tempo está voando porque, coitado, você está metendo um monte de coisas nele.

"El tiempo es aquello en lo que se producen acontecimientos. Esto ya lo vio Aristóteles en relación con el modo fundamental de ser de las cosas naturales: el cambio, el cambio de posición, el movimiento. Puesto que el tiempo no es un movimiento, tendrá que ser algo relacionado con el movimiento". 
Diminua as coisas que você faz, contemple a natureza, tire tempo [veja bem esta expressão, "tire tempo"] para meditar e o enredo de tua vida vai diminuir de velocidade.



publicado por joseadal às 23:14
Já refleti sobre o tempo em outra ocasião. Sei que o tempo não anda. Somos nós que caminhamos. Lembro-me do Padre Barreto explicando como é o tempo para Deus. Nossa vida é vista por ele de um local onde Ele nos vê do início ao fim. Então, ao mesmo tempo em que para Ele somos criancinhas, Ele já nos vê adultos ou até velhinhos. A linha de nossa vida é como uma curva vista de cima. O tempo é único. Muito legal isso.
vanice a 2 de Outubro de 2011 às 02:03

mais sobre mim
Outubro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11

16
18
20
21

23
24
25

30


pesquisar neste blog
 
tags

todas as tags

blogs SAPO