Quarta-feira, 02 de Novembro de 2011

Ninguém que esteja lendo isto duvida da existência de Deus, o criador, o iniciador de tudo, Aquele que fez (ou é) energia e num Big Ben (ou outro começo qualquer) fez a matéria mais fundamental, um átomo de Hidrogênio, com um só elétron e um próton, desenvolveu a vida (um mistério que torna átomos e moléculas neste mundo e outras substância em outros universos, em seres vivos) e gerou miríades e miríades de filhos. 

Uns poucos sabem que o Logos, um poderoso Ser que "estava no princípio com Deus e era Deus" e que "habitou entre nós e não Lhe demos reconhecimento", organizou e desenvolveu a matéria em átomos de mais de uma centena de elétrons e com um núcleo pesado de prótons e nêutrons e deveria ser considerado como Senhor por todos nós.

Mas só um ou outro percebe que o Logos cercou-se de seres poderosos que receberam a missão de executar o plano divino para o universo de matéria. Um coordenou a movimentação centrífuga dos gases formando os corpos celestes e com a mistura certa dos elementos produziu as rochas e os diversas e complexos minerais, este é o Senhor dos metais. Outro formou as águas misturando átomos de oxigênio e hidrogênio num equílibrio trilangular maravilhoso e fez os oceanos, é o Senhor dos mares. Mais outro cuidou do clima tornando-o apropriado para a vida, é o Senhor da atmosfera. Ainda outro plantou a vida vegetal e a equilibrou com infinitos microorganismos vivos, é o Senhor das florestas. E por aí afora.

Mas quando, com a orientação de toda esta orquestra de poderosos dirigidos pelo Criador desenvolveu-se o ser humano e este se multiplicou e se tornou muitos - desde 31/10/2011 chegou a 7 bilhões - egoistamente vem agredindo todo o trabalho que o precedeu e lançou as bases para estar aqui. É como o cara que subiu numa árvore, sentou num galho bem alto e começou a serrar a junção do galho com a árvore e vai se estabacar lá embaixo. A natureza vai nos repreender, nos castigar e ferir. E quando falamos de natureza nos referimos à todas as leis que regem a matéria e aos seres superiores que administram tudo isto.

 

Disse estas coisas a propósito de uma foto tirada por Édson, filho do meu amigo João Bosco e das palavras de aviso que Nilson de Valença me transmitiu por seu irmão João 2010: neste ano vamos ser atingidos por elementos duros vindos dos céus. Nos países setentrionais nevascas esmagadoras e nos meridionais chuvas de granizo assustadoras. Precisamos saber viver com conforto mas bem em harmonia com o ecosistema que nos envolve, senão...


tags:

publicado por joseadal às 12:30
Penso que não devemos acreditar ou não na existência de Deus. Sei que Deus existe. Deus é incompreensível aos seres humanos. Por isso não temos que tentar entender e explicar Deus. Temos que sentir Deus. Isto é o mais importante. Sentir. Só isso.
Vanice Ferraz a 6 de Novembro de 2011 às 12:57

mais sobre mim
Novembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11

13
14
15
16
17
19

20
21
22
23

27
28
29
30


pesquisar neste blog
 
tags

todas as tags

blogs SAPO