Sexta-feira, 25 de Novembro de 2011

Ninguém que esteja lendo isto duvida da existência de Deus, o criador, o iniciador de tudo, aquele que fez ou é energia e num Big Ben, ou outro começo qualquer, fez a matéria mais fundamental, um átomo de Hidrogênio, com um só elétron e um próton, desenvolveu a vida e gerou miríades e miríades de filhos. Este é o Pai que por seu imenso poder merece adoração - dai que dizer "eu adoro este sorvete é, no mínimo, um contra-senso.

Uns poucos sabem que ao Logos, um poderoso Ser que "estava no princípio com Deus e era Deus", que "habitou entre nós e não Lhe demos reconhecimento", organizou e desenvolveu a matéria em átomos de mais de uma centena de elétrons e com um núcleo pesado de prótons e nêutrons, deveríamos servir como Senhor de todos nós. Seguimos à tantas criaturas balançando nossas cabeças feito vacas como se fossem nossos Senhores e não são nada.

 Mas só um ou outro percebe que o Logos cercou-se de seres poderosos que receberam a missão de executar o plano divino para o universo de matéria. Um coordenou a movimentação centrífuga dos gases formando os corpos celestes e com a mistura certa dos elementos produziu as rochas e os diversos complexos químicos. Este é o Senhor dos metais. Outro formou as águas e fez os oceanos. Mais outro cuidou do clima tornando-o apropriado para a vida. Ainda outro plantou a vida vegetal e a equilibrou com infinitos microorganismos vivos. E por aí afora. Na adoração cristã e na de Maomé diferentes das antigas religiões panteístas, esses Senhores da Natureza foram esquecidos, mas o pior de tudo é que o ser humano, nós, passamos a ferir e interferir nas obras deles e estamos sentindo os sistemas naturais se voltarem contra nós. O aumento de um grau a mais na temperatura está fazendo evaporar mais águas que se despejam causando transbordamento dos rios e queda de encostas. Porém, neste ano vamos ter mais precipitação de nevascas e granizo. Ainda estamos na primavera e já caiu pedras de gelo em vários lugares, algumas do tamanho de ovos grandes. Agora, quando virmos nuvens pretas no céu, é bom nos precavermos procurando abrigo.

 O pior é que cada pessoa, ao invés de reverter seu modo de vida causa mais agressão ao planeta e às obras nele que permitiram nossa vida. Faltam-nos hoje xamãs, antigos sacerdotes dos cultos a natureza para nos orientar na volta a uma existência integrada com os sistemas ecológicos, obras dos poderosos guardiões, os anciãos de Deus e seu Logos.          



publicado por joseadal às 21:58
mais sobre mim
Novembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11

13
14
15
16
17
19

20
21
22
23

27
28
29
30


pesquisar neste blog
 
tags

todas as tags

blogs SAPO