Quarta-feira, 15 de Fevereiro de 2012

Tenho um amigo virtual que se intitula Soldado de Deus e sempre me manda um trecho bíblico acompanhado de um sábio comentário cristão. Algumas vezes lhe respondo. A que enviei para ele, hoje, copiei para vc ler.

 

Mas há mais, amigo Soldado. Abra os olhos, como mandou Jesus Cristo.

"Abri os olhos e acautelai-vos do fermento dos fariseus e do fermento de Herodes".

Os convertidos, os que foram iniciados nos mistérios do Espírito, do invisível aos olhos carnais, precisam vigiar para não deixar sua massa de fé ficar maculada com o fermento, as idéias corrompidas, tanto de homens religiosos (fariseus) quanto de políticos (Herodes). Cada objeto material deve ser decodificado pelo amante das coisas do espirito. Neste caso contado por Marcos (cap 8 vers 14-21) o objeto símbolo era um pão:

”Aconteceu que eles haviam esquecido de levar pães consigo. Na barca havia um único pão. Jesus advertiu-os: Abri os olhos e acautelai-vos do fermento dos fariseus e do fermento de Herodes! E eles comentavam entre si que era por não terem pão. Jesus percebeu-o e disse-lhes: Por que discutir por não terdes pão? Ainda não tendes refletido nem compreendido? Tendes, pois, o coração insensível? Tendo olhos, não vedes? E tendo ouvidos, não ouvis? Não vos lembrais mais?"

Ora um pão! Aqueles neófitos precisavam "compreender", "ver" e "sentir" a necessidade premente de um alimento para o espírito que não fosse maculado por objetivos somente desta vida. Como você, Soldado de Deus, meu amigo, conclui: "Esquecemos que para fazer essa semente crescer precisamos do fraterno, daquela força que apesar da falta dos pães não deixa de crer. Força que vem até nós através da confiança e da esperança".

 

E parodiando Jesus: "Não vos lembrais mais?" Teu irmão, teu fraterno, não é só um homem mortal, ele (a) é um espírito em progressão e uma ajudazinha que se der é valiosa porque não é só para esta vida. Uma palavra amarga, um tratar mau não vale só para esta vida. A conta de crédito e débito fica num livro eterno.

Agora, repetindo o mestre: "Tendo olhos, não vedes?".



publicado por joseadal às 23:04
mais sobre mim
Fevereiro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
16
18

19
20

26
27
28
29


pesquisar neste blog
 
tags

todas as tags

blogs SAPO