Sábado, 28 de Abril de 2012

No livro Los Caçadores de Mamute, o terceiro de uma
pentaologia que conta a história de uma mulher que viveu há 30.000 anos, em uma
caverna ela ouve o sacerdote explicar:

"La Madre había dado a luz una copia de Sí misma y la había llamado Espíritu de la Mujer.

Después había hecho que naciera de su seno un Espíritu del Hombre, al igual que todo hombre nacdo de la mujer.
A continuación, la Gran Madre había llevado al espíritu de la mujer perfecta a
mezclarse con el espíritu del hombre perfecto y de ese modo hizo nacer muchos
espíritus de hijos, todos diferentes”. [esta estatueta feita há 25.000 é chamada de Vênus de Willendorf]

O estudo de todo aprendizado humano, dos costumes e
crenças, é a antropologia. Tomando como base descobertas arqueológicas com
30.000 anos de idade e mitologias e crenças de diversos povos, os antropólogos dizem que
os primeiros humanos davam primazia a adoração de uma deusa, a Grande Mãe.

Na religião cristã a veneração de Maria como a mãe de Deus começou logo após a morte de Jesus.

Foi naquele momento que ele disse a João: "Cuide dela, ela é sua mãe". Os teólogos católicos afirmaram então
que esta ordem não está na Bíblia só como um dialogo entre o mestre e seu discípulo amado,

mas como um mandamento para quem é seu seguidor: no mundo dos espíritos superiores, Maria é mãe de nós todos.

Jung ensinou que profundamente, nos confins da psique, estão os arquétipos,

lembranças que não podemos olvidar, e dentre eles o mais poderoso é o da figura da Mãe de todos.

No livro Os Pecados Cardeias, que leio em momentos diferentes daquele,

conta que na cabeceira de uma mulher morimbunda Karol Wojtyla rezou:

“Lembra, ó muito Graciosa Virgem Maria que nunca
ninguém soube que aquele que pediu a Tua proteção, que implorou o Teu auxílio
ou que procurou a Tua assistência foi deixado ao desamparo. A Ti nós viemos,
diante de Ti nós estamos, pecadores e cheios de tristezas. Não desprezes nossas
petições e nossas necesidades, mas na Tua bondade, ouve e responde-nos Ó Mãe. Amém”

A Mãe do Céu está nos nossos inconscientes e corações desde tempos imemoriais.  



publicado por joseadal às 00:51
mais sobre mim
Abril 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
11
12
14

15
16
17
18
19
21

22
23
25
26
27



pesquisar neste blog
 
tags

todas as tags

blogs SAPO