Terça-feira, 01 de Maio de 2012

Um site de pesquisa como o Google tem tecnologia para
antecipar o que você quer pesquisar. Quando se começa a escrever, por exemplo,
René, ele já sugere René Descartes e outros nomes. Conhecendo nosso IP (a
identificação de minha conexão à internet) o servidor lembra: o que já pesquisamos antes,
nossas preferências de sites e antecipa nossa vontade. Nesse novo ciclo de doze
milênios que hora inicia o ser humano verá coisas assombrosas no campo virtual
e psíquico.

- Hoje você está divagando muito, Zé. O que é que tu leste que te deu esta verborragia toda?!

Exatamente, René Descartes, considerado o "pai da matemática moderna". Apesar do que me aconselhou minha
médica homeopata ainda me detenho em leituras clássicas e mofinas ao invés dos
açucarados livros de autoajuda que ela me sugeriu. Em Las Pasiones da Alma o
filósofo matemático estabelece 88 questões sobre a relação entre as paixões humanas e a alma e
as responde segundo o conhecimento mais novo daquele século. Ele viveu no século 17 (1596-1650), nasceu no ano seguinte a morte do padre Anchieta. Só como comparação reflita sobre a distância intelectual entre a França e o Brasil selvagem daquela época. 

A questão 42 diz: como encontramos em nuestra memoria las cosas que queremos recordar.

“Cuando el alma quiere redordar algo esta voluntad hace que
a glândula pineal inclinese hacia diversos lados y impulse los espíritos [a
palavra espírito refere-se à substâncias químicas, os neurotransmissores] hacia
diversos lugares do cérebro hasta que encuentran aquel donde están las huellas
[pegadas, rastros] que há dejado el objeto que quiere recordar. Estas huellas
[marcas] no son outra cosa sino que los espíritos [encadeamento de
moléculas energizadas] deixaram quando salieron antes ao vermos por primera vez
tal objeto. Adquiriram por esto más facilidade y hace a esta conocer que es aquel que queria recordar”.

Descartes explica numa visão genial o que os neurologistas
modernos descobriram com muitos anos de pesquisa e modernos laboratórios e
instrumentos. É, também, o mesmo caminho que nosso computador usa para encontrar dentro
de uma “nuvem de informações” o exato assunto que queremos. Não é maravilhoso?!
     


tags:

publicado por joseadal às 13:51
mais sobre mim
Maio 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
12

13
15
16
17
19

20
21
22
23
24
25

27
29
30
31


pesquisar neste blog
 
tags

todas as tags

blogs SAPO