Quarta-feira, 16 de Fevereiro de 2011

No século 12, alta Idade Média, a sociedade passa por uma mudança tanto no plano terreno quanto no celestial, surgem: a classe média e o purgatório. J. le Goff ensina: "O conceito de intermediário surge de mutações profundas das realidades sociais e mentais da Idade Média. Não se confrontam mais poderosos e pobres, surge uma categoria mediana, uma terceira ordem. Passar do sistema binário para o terciário levou a novo estilo na organização da sociedade".

Domenico Massi acrescenta: "No mesmo período o homem é constrangido a rever sua relação com Deus, uma parte do destino supraterreno é subtraída à justiça divina e conquistada pela ação humana. Essa nova possibilidade de influir no destino dos mortos determina um incremento de potência para os vivos. Nascem novas formas de solidariedade institucionalizada, tanto por orações como por contribuições para a Igreja".

A crença no Purgatório aumenta a geografia do mundo espiritual ao mesmo tempo em que os europeus vêem seu mundo se expandir com negócios do outro lado do planeta, na Ásia. Bem que Jesus já avisara: "o que ligares na Terra será ligado no Céu. Isto foi bom o mal?

Uma das conseqüências foi edificação de grandiosas catedrais góticas como Notre Dame, em Paris. Com o povo humilde, a classe média e os ricos sendo ensinados e coagidos pela igreja a ir preparando sua passagem rápida pelo purgatório por meio de donativos formaram-se fortunas que resultaram na construção dessas grandiosas casas de Deus. O mestre Jesus preferiria pregar no alto de uma colina ou na beira do mar. São opções.



publicado por joseadal às 00:22
mais sobre mim
Fevereiro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9

13
14
19

20
22

28


pesquisar neste blog
 
tags

todas as tags

blogs SAPO