Terça-feira, 10 de Julho de 2012

“Tudo quanto natureza compreende, o conjunto dos seus fenômenos, é absolutamente
necessário e a necessidade de cada parte, de cada fenômeno, de cada
acontecimento pode ser demonstrada em qualquer caso, desde que se possa
encontrar a causa de que dependem como duma consequência”.

Este conjunto de palavras, de intrincada montagem, exige o
parar para pensar. O filósofo moderno Artur Schopenhauer começa explicar o que
é Vontade.  Para quem ama o belo planeta Terra, respeita a vida como um
milagre incrível - já que num planeta feito de material inorgânico, ela surgiu
e se multiplicou – é imprescindível reconhecer que todos os fenômenos são
absolutamente necessários. Que há uma conexão entre a formiga que atravessa a
estrada na frente do ciclista com a mata ao lado da estrada e, em fim, o próprio ciclista.

(um granito majestoso que a Natureza revelou no alto da Bocaina)

  

“Por outro lado, o mundo, em todos os seus fenômenos, é
objetividade da Vontade, a qual, não sendo ela própria nem fenômeno, nem
representação, nem objeto, mas a coisa em si, não está submetida ao princípio
de razão que é a forma de qualquer objeto: não é, portanto, o efeito duma
causa, não é, por conseguinte, necessária; isto quer dizer que é livre”.

(entardecer, em um sábado, em vales no alto da serra da Bocaina; não é lindo, o mundo)

 

Não se pode deixar de perceber, também, que todo este
intrincado arranjo da vida em nosso planeta “é objetividade da Vontade”, de uma
Vontade suprema. A Vontade não tem uma causa anterior a ela ou que a produza.
Quando Schopenhauer afirma que a Vontade “não é, por conseguinte, necessária”
ele está nos dizendo que não houve algo que causou a Vontade, que a tornou
necessária existir. Isto quer dizer que é livre, a Vontade.

Trocado em miúdos, a Vontade é um atributo do Pai Eterno e
por isto é sem princípio e sem fim. A Vontade em nós, parte de Deus em nós, é o
que nos conduz sem que a Razão possa dizer por quê.



publicado por joseadal às 00:34
mais sobre mim
Julho 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
13
14

16
17
20

22
26
27

30


pesquisar neste blog
 
tags

todas as tags

blogs SAPO