Terça-feira, 18 de Setembro de 2012

“Ninguém voltou para dizer como é lá do outro lado”, uma frase feita que não exprime a verdade.

Desde que os hominídeos surgiram na terra, há 100 mil anos, em cada grupo de pessoas havia um médium. Alguém que se comunicava com seres do outro lado, em outra dimensão. Muito antes de haver escrita os xamãs armazenavam informações sobre o outro mundo. Quando a cultura em forma oral foi codificada em símbolos, em pictogramas e depois em letras, muitos manuscritos e livros foram feitos contando da vida após a morte na matéria.

Em 1307, o italiano Dante Alighiere completou o livro Inferno, com o plano de ser uma terça parte da obra Divina Comédia, completada com Purgatório e Paraíso. Revelam antigas tradições e interpretações da Bíblia que ensinam que ninguém escapa de pagar suas dívidas. Os pecados, ou crimes, têm pesos diversos.

Esta ilustração mostra que o patamar com menos castigos é o limbo, para quem não aceitou Jesus como O Cristo, o Filho de Deus; os crimes sexuais levam o devedor para a penúltimo nível mais alto; as formas diversas do comer e beber que fazem mal a si mesmo e ao próximo ficam no terceiro nível superior; os que prejudicam o próximo de forma financeira e econômica ficam na quarta faixa um pouco mais fundo; os assassinos, os violentos e os inadimplentes  ficam mais enterrados, na quinta faixa; no sexto círculo ficam os hereges soberbos, para quem a própria verdade não admite que outros também estejam certos e que a verdade evolua como tudo e como a luz do amanhecer que vai aumentando cada vez mais; no sétimo, mais próximos do fundo do inferno, ficam os agiotas; mais abaixo, no oitavo, os homossexuais e os hereges; e lá no fundo ficam os que pecaram contra o Espírito Santo, como Judas e Lúcifer.

Uma descrição detalhada está no link http://pt.wikipedia.org/wiki/Divina_Com%C3%A9dia.

Segundo o livro A Hierarquia da Luz os endividados com Deus quando chegam ao outro lado são enviados para um mundo inferior, o umbral, e enviados para 12 colônias. Tanto no de Dante quanto no deste o inferno ainda é um lugar de reforma, de tentar recuperar os infratores. E diz: “ Com o passar do tempo o umbral cresceu muito e piorou. Todavia, essa foi a única forma encontrada pelos seres celestiais de fazer os criminosos pagarem por seus erros. Quanto mais fundo o nível a vibração é extremamente negativa e perturbadora. Por essa razão, os seres que vão para lá encontram muita dificuldade de sair. Nos últimos tempos o umbral regrediu, se é possível entender, o ruim ficou pior”.

Há duas formas de se evitar afundar, uma é nosso amor e temor respeitoso por Deus, o Criador de tudo; outra é o medo, pavor mesmo, de sofrer até pagar tudo. Será que é o bastante para nos livrar do Pecado Original ou das dívidas de vidas passadas?        


tags:

publicado por joseadal às 02:01
mais sobre mim
Setembro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
12
14

16
17
20

23
24
25
28

30


pesquisar neste blog
 
tags

todas as tags

blogs SAPO