Sábado, 03 de Novembro de 2012

A trilha do Rio do Sal serpenteia por um contraforte da serra de Nossa Senhora do Amparo, perto do vilarejo de São José do Turvo. Fazendo essa trilha, mais empurrando a bike do que pedalando, quando o trilho entrou numa mata fechada e atravessamos o riacho – neste caminho se atravessa 17 vezes, para lá e para cá – o calor nos fez deitar com uniforme e tudo na água corrente muito límpida. Um colega que estuda as práticas do candomblé me chamou atenção para a ordem reinante e o febril trabalho de miríades de insetos e animais naquele sistema. Disse, então: Zé, sem a direção dos elementais essa organização não seria possível.

O que são elementais? No livro Aruanda, Robson Pinheiro recebe a seguinte instrução do espírito Ângelo Inácio: “Os sábios da antiguidade ensinavam que nosso mundo é formado por quatro elementos básicos: terra, água, ar e fogo. Com o transcorrer do tempo a ciência contribuiu com mais informações a respeito da constituição da matéria, mas não tornou o velho conhecimento obsoleto”.

Os cientistas deram a palavra 'elemento' outro significado: cada conjunto de átomos com peso atômico idêntico.  Hoje são conhecidos 112. Mas o que os alquimistas designavam "elemento" é um conjunto de propriedades em que se encaixam um certo número de 'elementos' diferentes. Também discriminam os elementais.

“Os elementais são entidades espirituais relacionados a natureza. Na realidade, não seria exagero dizer que são essenciais a existência da vida na Terra. Catalogados ao elemento ar são os silfos que se pudessem ser vistos pareceriam a pirilampos ou pequeninas explosões de luz. Também ligados a nossa psique são responsáveis pela formação de imagens mentais. Ligadas aos líquidos estão as ondinas e as ninfas que são responsáveis pela ligação dos elementos oxigênio e hidrogênio. As sereias e tritões são produtores dos grandes oceanos. Os quatro tipos cuidam da limpeza astral dos ambientes. As salamandras cuidam da combustão, do fogo, e da destruição de criações mentais malignas. Enquanto, os duendes e gnomos que cuidam das florestas e do solo produtivo e os avissais, guardiões da crosta e do núcleo do planeta, estão ligados ao elemento terra. Os elementais não são nem foram humanos, trabalham instintivamente”.

Pedalando ontem com o amigo Nilson ouvi-o dizer: não me sinto bem racionalizando minha fé; estou melhor quando deixo minha relação com Deus fluir naturalmente. Gosto muito de ler, mas às vezes me deparo com estudos que me deixam profundamente cansado.         



publicado por joseadal às 23:53
mais sobre mim
Novembro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

11
12
14
15
17

19
20
22
24

25
26
27
30


pesquisar neste blog
 
tags

todas as tags

blogs SAPO