Terça-feira, 13 de Novembro de 2012

Em 1953, dois anos antes de Bill Haley e seus Cometas estourarem as paradas com Rock Around the Clock, os físicos Francis Crick e James Watson conseguiram montar um modelo gigante da molécula do DNA. Nos milhões de combinações de três moléculas estavam criptografados a forma do meu nariz, a cor de meus olhos, enfim todo meu organismo e de todos os meus ancestrais. Até hoje não se chegou a conclusão se este conhecimento ajudou a aumentar o respeito pela vida ou banalizá-la.

(em meio a exuberante quantidade de vida, vegetal e animal, da serra da Bocaina, o granito da Pedra do Frade parece nos mandar lembrar de Deus)

O livro Aruanda lembra que o mundo dos espíritos, uma dimensão diferente da nossa, também tem avançado em conhecimento, sim, eles que sempre estiveram adiante de nós:

“As trevas, meu filho, vêm se capacitando cada vez mais em sua metodologia de ação. Há a união entre antigos magos negros com cientistas inescrupulosos dos últimos séculos, ambos desencarnados. No mundo astral estão desenvolvendo aparelhos parasitos, modernos acumuladores de energia, que são implantados no sistema nervoso de suas vítimas. Infelizmente o meio espírita, em que os médiuns ajudam os que sofrem obsessões, não atualizam seus conhecimentos nem aprendem novas metodologias de desobsessão. Paralisam-se em intermináveis doutrinações dos agressores e desconhecem o funcionamento dos campos energéticos dos encantamentos e das novas maneiras de desativá-los”.

Julga-se, ainda apoiados em livros como A Divina Comédia, de Dante Alighieri, escrita entre 1304-1321, que pessoas ruins, como foram os médicos envolvidos em experiências nazistas, ficam aprisionados e sofrendo, sob a guarda do Anjo do Mal. Mas muitas informações vindas de outros universos dizem que os maus são cooptados pelos demônios para atacarem a nós humanos. E estão usando novas formas de dominar mentes e corações.

Não é bom pensarmos que estamos num parque de diversão, estamos mais num tremendo front de combate. Em 62, isso mesmo, no primeiro século, o apóstolo Pedro escreveu em sua primeira carta (5:8): “Sede sóbrios, vigiai, porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar”.

O mal que nos fazem não dura uns dias ou um ano, podem durar milênios. Esse trecho, diz:

“Existem encantamentos feitos por magos negros no passado distante cuja duplicata astral ainda não foi desativada e persegue o indivíduo por várias encarnações”.

Como dizia o poeta Vinícius: São demais os perigos dessa vida.



publicado por joseadal às 10:51
mais sobre mim
Novembro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

11
12
14
15
17

19
20
22
24

25
26
27
30


pesquisar neste blog
 
tags

todas as tags

blogs SAPO