Quarta-feira, 12 de Dezembro de 2012

A cultura grega varou as fronteiras da Macedônia e do Peloponeso e se espalhou pelo mundo. Parte importante dessa cultura eram seus deuses. Quando Jesus andou na Palestina quem governava o mundo eram os romanos, mas a língua que se falava desde a Espanha até o Egito e na terra dos judeus era recheada de palavras e expressões gregas. A religião dos gregos havia se modificado muito do tempo de Homero ao do nazareno, mas ainda influia na atitude das pessoas.

Quando escreveu a Ilíada, 850 anos a.C, o poeta descreveu um mundo invisível povoado de deuses e deusas que eram muito parecidos com humanos daquela época. Três séculos depois já não se acreditava que Zeus fosse aquele sedutor de deusas e mulheres, assim o escritor Xenófanes diz: “Nos poemas de Homero os deuses fazem tudo quanto os homens considerariam vergonhoso: adultério, roubo e trapaças. Mas não, há um deus acima de todos os deuses e homens; nem sua forma nem seu pensamento se assemelham aos mortais”. Em 350 uma escola de filósofos chamada Epicurismo já tentava libertar o homem do temor dos deuses e lançava dúvidas sobre a existência de Deus. Epicuro escreveu em Ética: “Deus, ou quer impedir os males e não pode, ou pode e não quer. Se quer e pode, o que é a única coisas compatível com Deus, donde provém a existência dos males?” Então, por volta de 150 a.C surge outra escola de pensadores chamada Evemorismo ensinando ao povo que “a Mitologia é reminiscência de reis e heróis primitivos, personagens autenticamente históricos”. Estas citações foram tiradas do livro Mitologia Grega, do professor Junito de Souza Brandão.

(brotando no musgo preso a pedra a planta se agarra a vida, na serra do Caparaó) 

Jesus pregou somente aos judeus que estavam acostumados a crer em um único Deus, o que lhe facilitou a pregação das Boas novas. Mas como seus discípulos foram mandados pregar a todas as nações, apóstolos como Paulo que ensinaram a doutrina do Cristo ressuscitado em cidades gregas encontraram muita incompreensão e perseguição do povo que ainda adorava ou respeitava aquele panteão de deuses.


tags:

publicado por joseadal às 01:57
mais sobre mim
Dezembro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
13
14
15

16
17
18
21
22

23
24
26
28

30
31


pesquisar neste blog
 
tags

todas as tags

blogs SAPO