Sexta-feira, 18 de Janeiro de 2013

Quem tem tempo para ler Mitologia Grega? Mas li algo que acho que você gostaria de saber. Estou começando o estudo das Hierarquias. O livro do professor Junito S Brandão, diz:

“No princípio era o Caos. Ovídio chamou-o de ‘massa informe e confusa’. Era a personificação do vazio primordial, anterior a criação. Do Caos saíram Géia, Tártaro e Eros”. A interpretação simples deles é: Terra, Inferno e Amor. Mas a Mitologia não fala só do que concerne a nós, humanos, como faz a Bíblia (Gênesis 1:1-2): No princípio criou Deus os céus e a terra. E a terra era sem forma e vazia; e havia trevas sobre a face do abismo; e o Espírito de Deus se movia sobre a face das águas".

Os significantes são:

Géia são as forças condensadas, a fixação delas na matéria, a formação da densidade. Como matriz ela concebe todos os elementos e, com eles, os minerais e todos os seres vivos. Tártato são outras dimensões onde as almas, após a morte do ser inteligente ficam abrigadas, seja para purgar faltas, para sofrer muito ou para ficarem relegadas ao esquecimento, sem Deus. Eros são as energias perpetuamente insatisfeitas que buscam a plenitude, assimilando forças diferentes e contrárias e integrando-as numa unidade”.  

Então, segundo um conhecimento muito antigo, do Caos surgiu tudo por meio desses poderes primordiais. Mas muito esclarecedor é o que livro diz sobre a força Eros nas relações humanas:

O amor é a pulsão fundamental do ser, a libido, que impele toda existência. Se concretiza mediante o contato - uma série de trocas materiais, espirituais e sensíveis - que provoca choques e comoções. O Amor supera esses antagonismos assimilando forças diferentes e contrárias integrando-as numa só. É simbolizado pela Cruz que integra o superior com o inferior e o Yin com o Yang. Quando dois seres se dão e reciprocamente se entregam, encontram-se um no outro. O Amor é uma fonte de progresso, na medida em que ele é união e não apropriação. Um Amor pervertido ao invés de agregar tenta destruir o valor do outro na tentativa de de servir-se egoisticamente dele”.

São ângulos diferentes do que já ouvimos, quem sabe por ser um jeito estranho de falar nos desperte, nos dê insightes.



publicado por joseadal às 21:49
mais sobre mim
Janeiro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
11

13
15
16
17
19

20
21
22
25

27
28
29
30


pesquisar neste blog
 
tags

todas as tags

blogs SAPO