Quinta-feira, 31 de Janeiro de 2013

Akhenaton foi faraó de 1364-1347 a.C, sofria do mal sagrado, epilepsia, e por isso ou não teve a visão do verdadeiro Deus, que chamou de Aton.

O jovem faraó ensinava, como prosélito de Aton (está no livro O Egípcio): “Dos jovens é que nascerá a primavera do mundo. Os que desde a infância se dedicar aos ensinamentos corretos ficarão purificados e assim o mundo inteiro conhecerá a verdade. Vou transformar as escolas, afastar os velhos professores e novos textos deverá ser escrito para ensinar-lhes. Ordenarei que seja criada uma nova escrita, mais fácil, que mesmo os mais humildes aprenderão a ler. Não deverá mais haver um abismo entre os escribas e o povo. Sim, pois lhes escreverei frequentemente a respeito de muitas coisas que necessitam saber”.  

Ele nasceu com o nome de Amen-Hotep IV, mas mudou o nome para Akhenaton que significa “o espírito de Aton tudo fez”. Era casado com Nefertiti e foi pai de Tuntankamon. Como profeta das realizações do deus que não tinha imagem e era representado pelo disco do sol, ele ensinava: “No mundo que virá não existira medo nem ódio; os homens dividirão uns com os outros suas tarefas e entre eles não haverá ricos e pobres, todos serão iguais, todos poderão ler o que lhes escreverei. Todos serão irmãos e a guerra será banida do mundo”.

Sempre houve visionários. John Lenon compôs Imagine falou de um tempo assim. Lembre um pouco.

https://www.youtube.com/watch?v=XLgYAHHkPFs


tags:

publicado por joseadal às 11:14
mais sobre mim
Janeiro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
11

13
15
16
17
19

20
21
22
25

27
28
29
30


pesquisar neste blog
 
tags

todas as tags

blogs SAPO