Sexta-feira, 04 de Março de 2011

Os signos e as reencarnações, são dois conceitos difíceis de ser aceitos de per si e mais ainda juntos. Estava lendo o que uma mulher estudiosa da Astrologia disse sobre os librianos e ela falava desta junção; tenho dois filhos deste signo.

Primeiro ela falou da Mitologia grega e explicou que a deusa Astreia, que cuida da fertilidade, da capacidade de nosso planeta manter a vida, carregava numa das mãos uma espada e na outra uma balança, o símbolo de Libra. Aquela deusa possuía em si as duas missões que na Mitologia africana foram entregues a dois irmãos, Oxóssi (o que preserva a vida nas matas) e Ogum (o que faz justiça contra quem prejudica a vida no planeta). Esta deusa tornou-se o signo de Virgem e sua balança, de Libra.

Cláudia Lisboa então explica que quem renasce com a tendência psicológica dos librianos não é uma pessoa naturalmente equilibrada, pelo contrário, é facilmente tendenciosa, brigona e exigente (como minha filha Marcia Morelli) e para encontrar seu ponto de equilíbrio precisa do outro prato da balança (o jeito escrito de Raniere). Cláudia diz que o libriano "não sabe o que fazer com seus excessos ou com a busca ansiosa por escapar a realidade; as duas coisas são sua missão transformadora".

A astróloga explica também que para 'ficar bem na foto' o libriano precisa ser um defensor da vida no planeta e um buscador de um peso ideal com seu parceiro na vida: "O prato da balança que representa o outro só se estabilizará consigo no momento em que der o devido peso ao prato que o representa".

Agora, veja você, este conselho serve para todo mundo, independente de que signo for! Quer dizer então que a Astrologia é um engodo? Não foi o que eu disse. O conselho serve para todos porquê a tendência que cada um carrega [a minha, de pisciano, é a religiosidade acerbada e o perigo de descambar para o fanatismo ou conduzir a vida por fantasias] precisa levar em conta o equilíbrio, em especial na relação com o outro (o prato ou a mala). 

O que fica é que a vida é um dom precioso, quer dizer, é um grande avanço na condição primordial de ser "pó da Terra". Mas a vida precisa ser cuidada e trabalhada, não permite descanso. Então, os conselhos da astrologia lembram que todos podem aprender uns com os outros. Como dizia minha avó, "é a escola da vida".



publicado por joseadal às 14:21
mais sobre mim
Março 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10

13
14
18
19

20
21
23
25
26

28
30


pesquisar neste blog
 
tags

todas as tags

blogs SAPO