Sexta-feira, 05 de Abril de 2013

Nas pequenas folgas do trabalho pego o celular e leio.

(isso aí não é trabalho é pura alegria, mesmo pedalando num caminho desses)

alh

- Recebe muitos torpedos, Zé?

Esse aparelho não é só um telefone, com o sistema Android lê-se documentos em qualquer formato. Assim, leio O Sistema Cristão e o Vazio Existencialista, em PDF, obra de Artur Schopenhauer. Para discutir um assunto tão explosivo quanto religião ele escreveu em forma de diálogo, um filósofo discutindo com um teólogo.

Neste trecho o primeiro diz: “Uma certa quantidade de ignorância generalizada é a condição essencial para existir a religião. E tão logo a astronomia, as ciências naturais, a história e a geologia tiverem disseminado sua luz amplamente todas as crenças baseadas em milagres e revelações desaparecerão”.

O outro argumenta: “Em vez de demonstrar este prazer descarado em profetizar a queda do cristianismo, como gostaria que considerasse a imensa dívida de gratidão da humanidade para com a fé em Cristo. Platão, indiscutivelmente o filósofo mais transcendental da antiguidade pré-cristã, ensinava que a Justiça torna a vida beata, feliz. Mas o cristianismo ensina a práticar mais: compaixão, perdão, amar os inimigos, paciência, humildade, fé e esperança”.

Quem você acha que ganhou nestes argumentos? Quem quer que seja ganha que lê.



publicado por joseadal às 01:06
mais sobre mim
Abril 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12

14
15
17
18
19
20

24
25
27

28
30


pesquisar neste blog
 
tags

todas as tags

blogs SAPO