Domingo, 06 de Março de 2011

Adriano, o imperador, recordando os ardentes momentos de paixão que ficaram para trás nos lembra que eles se repetem com todos os homens e mulheres desde que nossa raça surgiu na Terra.

"A partir do desnudamento total, comparável ao da morte, e de uma humildade que ultrapassa a da prece, maravilho-me ao ver renovar-se, a cada vez a:

complexidade das recusas

as responsabilidades que aumentam

promessas repetidas

as pobres confissões

frágeis mentiras

os compromissos apaixonados

precupação com o prazer do outro(a)

os laços imposíveis de romper

e tão depressa rompidos

É um jogo cheio de mistérios que vai do desejo por um corpo ao amor de uma pessoa e pareceu-me tão belo que consagrei-lhe uma boa parte de minha existência".

 

 

Este amor Eros não precisa terminar quando acaba a vida jovem, pode se prolongar por ainda muito tempo enchendo a vida do humano mortal de fogo e animação.


tags:

publicado por joseadal às 12:17
mais sobre mim
Março 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10

13
14
18
19

20
21
23
25
26

28
30


pesquisar neste blog
 
tags

todas as tags

blogs SAPO