Domingo, 21 de Julho de 2013

Ao ler nos deparamos com pensamentos que servem para amarrar várias ideias que estavam soltas e juntas ganham novo sentido e nos dão luz. Foi o que aconteceu ao ler o livro Hermenêutica e Desconstrução, um estudo do pensamento do filósofo Heidegger.

“A temática do Nada, do Vazio e da Clareira percorre as duas culturas. Assim, o Nada, que em Heidegger caracteriza o Ser, não tem o sentido de Nada do Niilismo Europeu”.

- Zé, não entendi nada deste Nada.

Lendo o caderno Economia, de O Globo, descobri o Nada do Niilismo europeu. São palavras do jovem Joichi Ito,

com 46 anos, que apesar da pouca idade já é Diretor do Laboratório Ciência da Cidade, do Instituto de Tecnologia de Massachusetts: “Cada país tem que buscar no que quer ser bom. Uma opção-chave é mandar profissionais para serem educados em centros mais adiantados e depois voltarem com mais conhecimento e inovações”. Esse é o Nada do Niilismo. A Wikipédia explica esta filosofia como sendo um modo de pensar "em que os valores tradicionais depreciam-se e os princípios e critérios absolutos dissolvem-se; tudo é sacudido, posto radicalmente em discussão”. Nesta compreensão do Nada o profissional tem que esvaziar a mente, tirar os conceitos antiquados, para poder repensar o mundo de nova maneira.

Para Heidegger o Nada é como uma clareira aberta na mata. A mata é tudo que nos liga ao mundo material e ao materialismo. Em outro livro que estou terminando de estudar com Lili, Renovados pelo Espírito Santo, diz (p.28): “Como está nosso coração? O mundo materialista leva-nos a enche-lo de coisas ruins: drogas, novelas, músicas tolas, pornografia e violência. Mas temos de nos esvaziar delas se queremos estar cheios e repletos do Espírito Santo”. Heidegger diz desta forma: “O Aberto necessita da transformação do pensamento em pensamento-serenidade. Por esta viragem do pensamento, também se libertam os seres até então reduzidos a objetos pelo domínio da razão materialista”.

Não se precisa ficar vazio de tudo para estar preparados para as mudanças que virão, mas temos de nos esvaziar do materialismo.  



publicado por joseadal às 15:14
mais sobre mim
Julho 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12
13

14
15
16
18
19
20

22
23
26
27

28
29


pesquisar neste blog
 
tags

todas as tags

blogs SAPO