Sábado, 05 de Fevereiro de 2011

"Falou-me da Índia. Da vida maravilhosa que desfrutara quando criança, das misérias que suportara depois. Da ida para os EUA e das humilhações sofridas ali. De sua fome de vida e de como agarrara a oportunidade quando ela chegou. Tantas roupas, dinheiro e mulheres e do vazio que sentiu. Agora, ia desistir de tudo, voltaria para sua terra, ajudaria a levantar o nível de sua gente se pudesse e morreria com eles".

Trecho do livro Sexus, que além de falar muita sacanagem tem pensamentos formidáveis, como este. É da natureza humana progredir, organizar a vida, criar coisas novas. Mas também é comum se acomodar quando consegue bastante ou se acostuma a ganhar cada vez mais sem fim. Também é comum pensar: eu não mudo mais, para de aprender, não vê que o mundo está sempre mudando e que tantos outros ainda estão atrazados e sofrendo. É preciso sacudir o marasmo e mudar, ajudar outros a avançar. O trabalho em pról dos outros, diferente das férias, não acaba nunca.

 

 

.

 



publicado por joseadal às 22:09
mais sobre mim
Fevereiro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9

13
14
19

20
22

28


pesquisar neste blog
 
tags

todas as tags

subscrever feeds
blogs SAPO