Segunda-feira, 02 de Dezembro de 2013

Você ainda não tinha nascido e as nações viviam uma intensa necessidade de ser governadas por caudilhos fanfarrões. Na Itália, o líder seguido fanaticamente, era Mussolini. Naquele país tradicionalmente católico as procissões passaram a ser atacadas, jovens indo para a igreja eram agredidos e colégios católicos eram fechados. O papa Pio XI escreveu um veemente protesto em forma de encíclica: NON ABBIAMO BISOGNO.

(Repare que o papa se parecia muito com Getúlio, que a época preparava-se para ser nosso caudilho) 

Um documento destes é um conselho e exortação que não envelhecem, estão sempre atuais. O aviso dado nesta carta é o que vou te contar rapidamente. Era 29 de junho de 1931 (p.13), está escrito em espanhol, mas se consegue entender bem:

“Decíamos que los últimos acontecimientos han acabado de demostrar, todo cuanto ha sido perdido y destruido en pocos años en materia de religiosidad y de educación. No decimos solamente de educación cristiana, sino sencillamente moral y cívica”.

Como é uma declaração inspirada ela não fala só do fascismo, mas da ação de controladores da mídia que fazem a cabeça dos jovens.

“Efectivamente: hemos visto una acción que se rebela contra las disposiciones de civilidade, y que impone o alienta la rebeldía; hemos visto una acción que se convierte en persecución y que pretende destruir lo que tiene de bon en el corazón joven; una atitud que permite y que deja estallar insultos de palabras y acciones contra la persona del Padre de todos los fieles hasta lanzar contra él los gritos de "abajo" y "muera", verdadero aprendizaje de parricidio. Semejante ensinamiento no puede conciliarse de ninguna manera con la doctrina y con las prácticas cristianas”.

O que acontecia na Itália fascista não era só um atentado contra a democracia e o respeito a adoração dos cidadãos, era uma lavagem cerebral semelhante a uma fanática pregação religiosa.

“La oposición es tanto más grave en sí misma y más funesta en sus efectos, cuanto que no se traduce solamente en hechos exteriormente perpetrados y consumados, sino también abarca los principios y las máximas esenciales de un programa ético”.

A mente dos jovens era trabalhada de tal forma que perdiam todo senso de respeito aos pais e a sociedade. O Estado pretendia cuidar da educação e dos espíritos jovens desde os primeiros anos escolares.

“Una concepción que hace pertenecer al Estado las generaciones juveniles enteramente y sin excepción, desde la edad primera hasta la edad adulta, es inconciliable con el derecho natural de la familia; para un cristano es inconciliable pretender que la família e la Iglesia, deban limitarse a las prácticas exteriores de la religión y todo lo restante de la educación pertenezca al Estado”.

No século XXI estamos assistindo as famílias e as igrejas sofrerem outra doutrinação persistente. A mídia invade as casas pregando sistematicamente que ser um pederasta, um homossexual, é bom e é o caminho do futuro. Assistir um “Félix” da novela, tão engraçado e convincente, deve ajuntar a fileira dos gays muitos jovens que estão em dúvida sobre suas responsabilidades sexuais.

O papa citou uma observação de Jesus (Mateus 18:2-7 ):  “E Jesus, chamando um menino, o pôs no meio deles e disse: qualquer que receber em meu nome um menino, tal como este, a mim me recebe; mas, qualquer que escandalizar um destes pequeninos, que creem em mim, melhor lhe fora que se lhe pendurasse ao pescoço uma grande pedra, e se submergisse na profundeza do mar.  Ai do mundo, por causa dos escândalos; porque é mister que venham escândalos, mas ai daquele homem por quem o escândalo vem”!

O núcleo gay da Globo devia pular todo na baia da Guanabara com câmeras pesadas amarradas nos pescoços.



publicado por joseadal às 11:39
mais sobre mim
Dezembro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
12
13
14

15
16
17
18
19
21

22
24
25
27

29
30
31


pesquisar neste blog
 
tags

todas as tags

subscrever feeds
blogs SAPO