Sábado, 29 de Novembro de 2014

O livro Teologia e Negritude (p.196), diz: “Os valores culturais do povo negro formam um patrimônio universal”. A cultura de um povo é como uma estrada construída com pedras do tipo pé-de-moleque. Cada uma é um drama vivido pelos antepassados e que ficou gravado no inconsciente de seus descendentes. Cita, então, cinco colunas da vida dos negros:

  1. A tradição oral que passa de mãe para os filhos de modo cotidiano.
  2. O gosto pela periferia, resultado da relação entre o negro e a natureza.
  3. A ligação intensa com os ancestrais, ‘a fé dos nossos pais’.
  4. A família negra não é considera só os parentes, mas também a comunidade religiosa, o parentesco espiritual.
  5. Um membro de um grupo de Congada, em Minas Gerias, disse: ‘O corrido (vivido) é mais importante para nós que o lido, pois o corrido a gente viveu, o lido a gente apenas leu’.

O branco somente compreenderá a cultura afro-brasileira se se colocar num espírito de abertura para interpretar esses valores negros”.

PiedadeRGrande (73).JPG

 

Me parece que muito da violência envolvendo os jovens negros tem a ver com nossos preconceitos para com os costumes deles, a cultura negra, que negamos ou não entendemos.



publicado por joseadal às 00:35
mais sobre mim
Novembro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28

30


pesquisar neste blog
 
tags

todas as tags

subscrever feeds
blogs SAPO